CollaBrands: o licenciamento é o combustível que alimenta o conteúdo e o comércio global


Confira abaixo o artigo de nosso parceiro Steven Ekstract.

À medida que os consumidores globais adotam a tecnologia digital, o poder da marca apresenta oportunidades únicas para as marcas conectarem diversas culturas dentro de uma economia global. Isso é particularmente verdadeiro para marcas que entendem o poder da parceria e da colaboração, especialmente por meio de licenciamento. Atualmente avaliado em US$ 300 bilhões anuais em vendas globais no varejo, o licenciamento do brand equity é uma indústria de grande crescimento que não mostra sinais de desaceleração.

O negócio de licenciamento e colaboração é construído em cinco pilares:

  1. Equidade da marca
  2. Conhecimento das tendências da cultura pop
  3. Análise de tendências e categorias de produtos de consumo nas quais essas tendências serão traduzidas com sucesso
  4. Velocidade de mercado
  5. Conexões entre proprietários de IP, fabricantes e vendedores

Juntos, os produtos de consumo, o licenciamento experimental e as colaborações formam um dos pilares do conteúdo e do comércio. O valor da marca é o  conteúdo , e seu sucesso é baseado na conexão emocional que os consumidores têm com ele. Os produtos, serviços e experiências que utilizam esse valor de marca são o  comércio .

O licenciamento é a ferramenta de marketing de conteúdo que une o valor da marca (conteúdo) que os consumidores conhecem e confiam para criar novos produtos, serviços e experiências (comércio) que irão estimular os consumidores e impulsionar as vendas.

Os licenciados alugam “marcas” para ajudá-los a vender mais bens e serviços com base no valor da marca. Em um mercado global, onde milhões de produtos disputam a atenção do consumidor, o licenciamento da marca é o ingrediente exclusivo que funciona para diferenciar produtos, apelando para as conexões emocionais que os consumidores sentem em relação a uma determinada marca.

Para proprietários de marcas que licenciam sua propriedade intelectual, as recompensas são novos fluxos de receita por meio de royalties, bem como um impulso significativo de marketing para a marca por meio de novos produtos e experiências que encantam os consumidores. Quando o licenciamento é bem feito, beneficia o licenciante, o licenciado, o varejista e o consumidor da mesma forma.

Clique aqui e confira três exemplos clássicos de marcas globais bem conhecidas que usam o licenciamento de forma eficaz para estender sua propriedade intelectual para novos produtos e categorias experimentais!

Deixe seu comentário

Translate »